modobulb

nossa primeira árvore.

Posted in fotógrafos, uncategorized by modobulb on April 26, 2010

Há algum tempo atrás, folheando revistas ou em sites relacionados a fotografia, conhecemos o trabalho de Myoung Ho Lee. Desde então, fascinados, sonhamos com o momento de poder adquirir uma de suas fotografias e alimentar a nossa íntima coleção.

O tempo passou, começamos nossa mudança, no meio de toda a loucura da reforma, decoração e bagunça, comprarmos nossa “árvore”.

Myoung Ho Lee, Tree # 02

Adquirimos  a Tree # 02 através da Lens Culture Editions.  Jim Casper e sua equipe foram incríveis. Desde o nosso primeiro contato, estava claro que comprávamos de gente que , como nós, ama fotografia e não à vê apenas como  mais um produto que, se-deus-quiser, um dia valerá o dobro. Não, nós não pretendemos revender Myoung Ho Lee Tree# 02 ( já nossos filhos, não sabemos) .A imagem chegou embalada como merece um obra de arte.  Ao abrir o pacote sentimos que o que havia chegado era muito especial e que quem havia embalado também pesava o mesmo.

Em tiragem um pouco maior, com um preço mais acessível  Jim Casper e sua Lens Culture Editions permitem que trabalhos como o de Myoung Ho Lee sejam mais acessíveis. Jamais poderíamos comprar suas imagens através de sua galeria Nova Iorquina, Yossi Milo Gallery.  O encanto foi total ao abrirmos o tubo na mesa da molduraria Capricho, finalmente pudemos ver e apreciar cada detalhe da nossa preciosidade.

Myong Ho Lee é um jovem artista da Coréia do Sul, em seu trabalho Photography-Act o autor levanta questões diversas como representação, visualização, realidade, arte, meio ambiente e talvez por isso tenha figurado capas de publicações dedicadas a temas diversos.

O conceito parece absolutamente simples; a execução, quando pensamos em uma escala de medidas, extremamente complexa; a fruição absolutamente encantadora.

As análises inspiradas por esse trabalho são inúmeras, uma vez que, este concentra em uma só imagem estilos fotográficos diversos, como fotografia de paisagem, retrato em estúdio e fotografia antropológica. Cada uma dessas categorizações é capaz de desdobrar uma análise distinta. Além disso, esse trabalho desnuda de forma sutil o ato fotográfico.

Ao isolar o sujeito árvore do seu contexto, sem com isso descontextualizá-lo cria uma forma distinta de olhar, pois alarga as diferenças entre o sujeito e o seu entorno.

Em um ensaio sobre esse trabalho, intitulado Physical Isolation and its Visual Confirmation, Sang Yong Shim (crítico de arte, e professor da Dongduk Women’s University) diz que essa série é ‘a series of discourse on deconstruction on the photography-act’ (uma serie de discursos sobre a desconstrução no ato fotográfico).  Para Sang Yong Shin, Myoung Ho Lee segue 4 procedimentos:

1-    Seleção do tema/assunto;

2-    Separação do tema/assunto (meta-tema/ meta-assunto);

3-    Fotografar

4-    Confirmar a separação

O autor diz que, ao separar o sujeito de seu contexto artificialmente, através do uso de um grande tecido branco, criando uma tela gigantesca ao seu redor,  o fotógrafo isola o objeto, de forma que, este torna-se um “objeto separado”, “objeto ambíguo” e “meta-objeto”.

As árvores de Myong Ho Lee deixam de ser  um objeto real, para se transformar em uma variante isolada, parcialmente (com o uso da tela branca), de seu contexto, de forma que este torna-se um assunto real e um não-assunto simultaneamente.  A confirmação da separação é total quando isso se torna uma imagem fotográfica que é intrinsecamente uma separação.

Myoung Ho Lee, Tree #01

O que para nós é mais bonito no trabalho de Myong Ho Lee é que o autor não parece levantar apenas discussões sobre a fotografia. Numa primeira impressão o observador é levado a acreditar que esta diante de um pôster de uma árvore, colocado em um contexto onde uma árvore seria absolutamente natural. Porém, com um olhar mais cuidadoso o observador percebe: “isso é uma árvore!”.  E então passa a admirar suas características singulares, de uma forma que o mundo visível jamais permitiu.

3 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. Fábio Messias said, on April 27, 2010 at 10:07 pm

    Hey!

    Curiosidade: quais as dimensões dessas prints dele???? Até entrei no site da galeria mas lá não tem as medidas. Isso deve ser tão bonito grandão, minha nossa…

    Parabéns pela aquisição!🙂

    Abs!

    • modobulb said, on April 27, 2010 at 10:26 pm

      Fala Fábio!

      As dimensões da impressão que compramos não são o tamanho original da série vendida pela Yossi Milo. Compramos uma edição especial:

      Archival Pigment Print
      Image size: 30 x 37.5 cm (approx. 11.8 x 14.8 inches)
      Paper size: 46 x 52 cm (approx. 18 x 20 inches)
      Edition of 30, signed and numbered

      O tamanho da mancha é de 30×37,5 cm, nada gigante, mais posso te dizer que grande o suficiente.
      A impressão é impecável e a intimidade gerada pelo tamanho é deliciosa. A proporção mancha/margem é perfeita. A foto depois de olhada por inteiro convida o observador a se aproximar…e é ai que a experiência se transforma, a riqueza de detalhes é impressionante podemos passar horas viajando.

      Grande abraço, Felipe e Lua.

  2. Sérgio Badian said, on May 12, 2010 at 1:42 pm

    Fantástico o trabalho e a concepção dele. Ao ver a imagem a primeira vez aqui no blog, achei realmente que fosse uma árvore “pintada” em uma tela inserida no que seria o seu contexto, o que já seria por sí só uma bela discussão, mas aí vem a surpresa da tela por trás da árvore verdadeira que a descontextualiza contextualizando! Reversão da reversão de expectativa, ótimo! “O que é que não pode ser, que é ou o que não é, que pode ser, que será?” Quero muito um dia ver esta obra ao vivo! Bela aquisição!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: